MARK LANEGAN BAND, WHITE FENCE,

WOODS E NATALIE PRASS

NO VODAFONE PAREDES DE COURA 2015

Entre o veterano Mark Lanegan e a surpreendente Natalie Prass, confirma-se também o psicadelismo pop dos White Fence e o folk-rock dos Woods no cartaz do Vodafone Paredes de Coura 2015, que decorre de 19 a 22 de agosto. Juntam-se a nomes como Tame Impala, The War On Drugs, Father John Misty, Temples, FUZZ ou Charles Bradley. E ainda há tanto para anunciar…


Outrora líder dos Screaming Trees, em pleno borbulhar da cena grunge de Seattle, Mark Lanegan chega ao Vodafone Paredes de Coura, a 21 de agosto. Com 50 anos, um historial impressionante de colaborações com nomes como Queens of The Stone Age, PJ Harvey ou Isobell Campbell (ex Belle & Sebastian) e a sua fascinante carreira a solo, Mark Lanegan lançou este ano a antologia “Has God Seen My Shadow? An Anthology 1989-2011”. Mark Lanegan Band traz ao Vodafone Paredes de Coura o disco de 2014 “Phantom Radio”, um manual de escrita e composição de canções de inspiração folk-blues sombrias, conduzidas pela voz profunda e perigosamente sinuosa do veterano Lanegan.


Os White Fence apresentam o pop-rock psicadélico do mais recente álbum “For The Recently Found Innocent” no Vodafone Paredes de Coura, a 20 de agosto.Trata-se do quinto álbum do projeto de LA, liderado por Tim Presley, mas o primeiro a ser gravado fora das experiências lo-fi caseiras do inventivo frontman - sem contar com “Hair”, o disco conjunto com Ty Segall - e aquele que, como nenhum outro, transparece a ensolarada influência psicadélica dos sessentas.


O que, em 2005, começou por ser um projeto solitário de Jeremy Earl, é hoje um trio com créditos firmados. Os Woods atuam no Vodafone Paredes de Coura a 22 de agosto, numa altura em que contam já com oito álbuns editados. “With Lights and With Love” é o mais recente e generoso mostruário das suas instalações sonoras alt-rock, de generosa beleza folk psicadélica.


Sabendo que Natalie Prass, confirmada no Vodafone Paredes de Coura a 22 de agosto, costumava pisar palcos enquanto parte da banda de alguém, pode bem apontar-se 2015 como o seu ano, uma vez que viu o homónimo álbum de estreia ser distinguido pela prestigiada Pitchfork como um dos ‘Best New Albums’. Espécie de trovadora de desgostos amorosos, com uma fascinante capacidade de contenção nas melodias de voz, deixa o dramatismo por conta do volume de instrumentos de corda, sopro e percussão que a acompanham. Para muitos, poderá ser a grande surpresa do ano no Vodafone Paredes de Coura.


Os bilhetes para a vigésima terceira edição do Vodafone Paredes de Coura estão disponíveis nos locais habituais e podem ser adquiridos pelo preço de 85€. Na App Vodafone Paredes de Coura, disponível para iOS e Android, os clientes Vodafone podem comprar o bilhete com 20% de desconto até esgotar o stock existente.